2.16.2014

Palavras


Palavras?
Palavras nascem e renascem na boca dos que somente pensam.
Palavras cortam, afogam e levam a respiração dos que são calados pelo destino vil
Destino esse tao incerto,
Capaz de arrancar as palavras de onde não deveriam sair.
São espadas que dilaceram sem hesitar
Palavras não podem ser retiradas, não podem voltar ao sossego do vazio…
“Penso logo existo? “
Se pensar existo se não pensar o contrário?
Peço que não pense para não existir, pois a minha presença inquieta a mim mesmo.
Aguardo na solidão do meu ser o lugar na fila dos perdidos, um espaço de terra que me aconchegará um dia.


Incerteza, apenas incerteza.



Sem comentários:

Enviar um comentário