2.18.2014

Noites

Nem tudo em verso se escreve, aproveitem o embalo nesta noite fria de inverno e preencham a alma.

Sem comentários:

Enviar um comentário